O que é que nos surpreende na Marcha apagada?

8.6.15

O que é que ainda nos surpreende quando não vemos a gigantesca marcha de sábado nos media? Não entendam mal, que subscrevo linha por linha o artigo do Filipe. Mas, para quem já anda nisto há algum tempo, e nem precisa de ser muito, não é de estranhar. É de denunciar, de divulgar, é verdade que já nos deixa um bocadinho tristes e revoltados. Deve ser por isso que ainda há quem diga que parámos no tempo, porque ainda temos a força necessária para nos indignarmos. E, às vezes, vamos buscar forças sei lá onde.

Não há partido com património de luta que se aproxime, sequer, do PCP. Nos anos do fascismo não eram os que estiveram no Coliseu no mesmo dia em que estivemos na rua que davam o peito às balas. Eram os pais de alguns deles, ao que consta. Naquela altura, o bloqueio ao PCP era legal e oficial.Obrigatório. Depois da Revolução de Abril, deixou de ser. Com o 25 de Novembro passou a ser oficioso.

Os meios de divulgação do PCP são os que sempre foram, adaptados aos novos tempos - estando nós parados nele, não deixa de ser paradoxal. É o passa palavra, é o esclarecimento, é contar como foi, como queremos que seja e como tem de ser, para que este cantinho deixe de estar como está. É o Avante! que fica na mesa do café, o discurso no local de trabalho, as conversas com os amigos, que deixam transparecer aquilo que somos.

Como no século passado, onde estamos parados, os media livres e democráticos continuam a bloquear-nos porque não podia ser de outra forma. Uma manifestação de 1.000 pessoas por causa do padre da freguesia abre um noticiário, uma com 10.000 na Grécia também. Uma manifestação com 100.000 em Portugal, com gente de todo o país que pagou a viagem do seu bolso não pode abrir noticiários, porque mete medo.

É um facto que mete medo, assusta. Já imaginaram 100.000 pessoas que saem à rua com um calor tórrido, fazem centenas de km de autocarro para afirmarem os seus ideais? Claro que assusta. Assusta os que não podem permitir que se pense diferente do que nos é dado a engolir todos os dias, depois de bem mastigado, em quase tudo o que é informação.

Claro que às vezes nos chateia, outras entristece. Vivemos numa democracia formal que estigmatiza aqueles que abraçam a livre participação num partido quando se generaliza que todos eles, os partidos, estão numa crise profunda e precisam de se reinventar e tudo o resto que sabemos.

Chateia, entristece, mas já foi ontem. Hoje, cada um de nós que lá esteve e outros que não puderam ir, contaremos como foi grandiosa mas já estamos na luta quotidiana que é um dever de todos. Se a tarefa fosse fácil, não éramos comunistas.

Relacionados

  1. Só há uma razão para esta vergonhosa atitude dos meios de comunicação social, melhor dizendo : Meios de manipulação social. e a razão é esta: Eles, poder politico, poder económico, têm medo de nós comunistas por isso tentam esconder a nossa luta. Mas, nós não desistimos até que um dia o povo perceba quem os defende.

    ResponderEliminar
  2. Bom, se pagaram ou não a viagem, dou de barato.
    Que todos vão a todo o lado, está adquirido.
    Que só impressionam quando têm poder, está documentado.
    Seja festa. seja luta é sempre mais do mesmo, e já não é notícia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo9/6/15

      Este não tem de dar nada de barato.
      Nem a viagem, nem o direito a ir a todo o lado. Era o que mais faltava.

      Este que se escondeu no fundo da caserna aquando do 25 de Abril e que ficou a aguardar a prenda prometida pelo kaulza, cumpre uma velha evidência. A questão do poder é determinante mesmo. E ou arredamos esta gentalha ou é a barbárie pura e dura.

      Porque já não ocultam a bestialidade da defesa da censura torpe e vil , a pretexto do "já não é notícia".

      Como se fosse notícia todo o vomitado torpe, repetido ad nauseam pelos media fidelizados e que este faz aqui quotidianamente o ponto.

      Como se fosse notícia as notícias da bondade dos mercados ou o latir em alemão com que nos enchem os ouvidos.

      O gosto deste pelo lápis azul já se evidenciara nos elogios torpes aos funcionários fascistas. Agora quer ser o decisor do que é "notícia" .E esta oferta faz lembrar outros proxenetas , chamados ao governo por esta governança.

      Confere

      De

      Eliminar
    2. Anónimo10/6/15

      Não entendo, como é que um prostituto, como o José, se dá de barato para escrever acerca de um assunto sério.
      Os prostitutos são assim mesmo... dão-se de barato e de barato de trazem, seja em Facebook ou «IPOD» ou «Smartphone».

      Eliminar
  3. Anónimo9/6/15

    como dito noutro lado,

    «E se em vez de se perderem no blogue dizendo

    Que a "28/2, no Encontro Nacional em Loures, o SG do PCP informou da decisão da CDU de realizar a Marcha a 6 de Junho; e que no mesmo dia houve um Encontro de Autarcas do PS em Santarém, em que foi falado o Programa mas sem menção de data. Essa só foi anunciada pelo SG do PS em entrevista à RTP, a 11 de Março."

    agarrassem e escrevessem ao provedor do leitor informando-o de que o jornalista sabe pouco daquilo sobre que escreve?

    fica o mail, pequeninos: provedor@publico.pt »

    ResponderEliminar
  4. Camaradas não podemos baixar a vigilância e ainda menos desistir da nossa determinação de lutar.

    Eles só chegam até onde nós permitamos que cheguem. Por isso não nos podemos poupar ao esforço permanente de prosseguir a nossa luta justa e necessária.

    Estou a ler um livro escrito por um jornalista que se assume como anti- Marxista, mas que no entanto denuncia com clareza e rigor o descalabro económico e social na Rússia nos anos 90. Isto na Rússia, porque nas outras Republicas a catástrofe atingiu proporções ainda mais desastrosas.

    É de estarrecer a forma criminosa como foram rapinados os bens do Estado e o descalabro social que essa situação provocou não houve contemplações por os trabalhadores e ainda menos por a população em geral, os gangues organizados deitaram a mão àquilo que puderam por o menor preço possível. Tudo com a ajuda e o patrocinio do capitalismo Ocidental.

    Os povos um dia têm o direito de fazer justiça contra quem cometeu, instigou e patrocinou tais crimes.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo15/6/15

    Deixo aqui alguns links com a notícia.

    http://www.dnoticias.pt/actualidade/pais/521082-jeronimo-de-sousa-acusa-psd-e-cds-de-tentarem-tornar-se-salvadores-da-patria

    http://www.sapo.pt/noticias/povo-da-cdu-vai-marchar-hoje-pela-avenida-da-_5572829a4adb6cf979d437f1

    http://sicnoticias.sapo.pt/pais/2015-06-06-Marcha-da-CDU-hoje-na-Avenida-da-Liberdade-Lisboa

    http://www.abola.pt/mundos/ver.aspx?id=553381

    http://www.publico.pt/politica/noticia/jeronimo-acusa-ps-de-propor-mudancas-que-sao-evolucao-na-continuidade-1698167

    http://expresso.sapo.pt/blogues/blogue_trocando_em_miudos/2015-06-03-A-forca-do-povo

    http://www.noticiasaominuto.com/pais/402201/milhares-na-marcha-da-cdu-mostram-a-forca-do-povo

    http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=834775&tm=9&layout=123&visual=61

    https://news.google.com/news/story?ncl=d0ZcjtYUMHIhrJMSxSbYmMW_eZOBM&q=%22a+for%C3%A7a+do+povo%22&lr=Portuguese&hl=pt&sa=X&ved=0CCEQqgIwAGoVChMIlpWX2Z2RxgIVcErbCh3PjAD9

    ResponderEliminar