13 minutos que não vês em nenhuma TV

26.5.15

Relacionados

  1. A extraurdinária comodidade de ter um discurso que na sua estrutura é replicado ao longo de quase um século!
    Equipara-se a uma oração, um mantra que seguramente serve bem aos espíritos religiosos.
    O preciosismo de retirar 2 anos aos 40 da Abrilada para descrever as desgraças do país.
    A nota subliminar e de extraordinário efeito apaziguador para os espíritos mais simples ao termina com 'Portugal tem futuro' e a imagem da Ponte Salazar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo29/5/15

      Veja-se este manifesto rancor, ódio, impotência, destrambelhamento deste tipo.

      O coitado alega uma estrutura velha de um século num texto que se debruça sobre os últimos 38 anos de política de direita.

      Incapaz de debater o que quer que seja, de rebater um dado, de contestar um número, refugia-se no vómito patético dum qualquer aldrabão de feira a contestar que a terra se move em torno do sol

      Percebe-se que as coisas são difíceis para ele. Os factos jogam contra o coitado e as releituras da História precisam de algo mais do que estes credos dum torquemada medíocre. É a própria direita e direita-extrema a considerar o período de 74-75 como um período que lhe fugiu das mãos. Vir agora um amancebado do Capital protestar feito um miserável piegas (segundo a classificação do passos) pelo "preciosismo" dos 38 anos , revela bem o "estofo " em causa.Que fazer? Nada ,senão estes credos, já que a realidade é mais forte que os disparates dum vero mentecapto ou a fazer-se passar por tal.

      A nota final que não tem nada de subliminar é o afocinhar deste jose/JgMenos contra a ponte 25 de Abril .
      Poder-se-ia citar o poema de Bertold Brecht "Perguntas de um operário letrado.
      Não vale a pena. Fica apenas o registo desesperado de alguém a procurar encontrar algo a que agarrar, agora até numa ponte cujo nome foi limpo do estrume logo nos primeiros dias de Abril. Também um nazi idiota dizia que as Olimpíadas de 1936 tinham sido ganhas pelo grande atleta Adolfo.

      A História tem um caixote do lixo para estas tretas

      De

      Eliminar
    2. Anónimo3/6/15

      Resumindo.

      Quem acha que levou o país à desgraça que se encontra?

      A Abrilada ou a Salazarada que se metamorfoseou esperando o momento certo para sair do casulo ?

      Eliminar
  2. Anónimo3/6/15

    D E leia esta opinião se ainda não leu o livro a que se refere o autor .

    http://eraumavezumpais.blogs.sapo.pt/1992.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. «Os sindicatos tinham o poder de vetar despedimentos e revogar administradores. »
      Não queres ir brincar com o que não te digo pelo decoro que te falta?

      Eliminar
    2. Anónimo6/6/15

      Revogar a saída dos bons e correr com os Salazaristas incompetentes.

      A arrelia é essa.

      Foram os sindicatos que destruiram a Sorefame, a Metalurgica Duarte Ferreira e outras grandes empresas das mesmas dimensões?

      Foram também os sindicatos que destruiram a agricultura e as pescas e se abotoram com milhares de milhões do BPN ?

      E porque não pensas regressar aos primordios da tua existencia, em vez de perderes tempo com aldrabares ?

      Eliminar