Mostrar mensagens com a etiqueta Nacional. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Nacional. Mostrar todas as mensagens

Ser democrata em Portugal

quarta-feira, 15 de março de 2017

Um dos bloggers do blasfémias insinua que eu pareço um "segurança de discoteca", como se o aspecto físico de uma pessoa pudesse servir de argumento para coisa alguma. Sobre isso, duas coisas: i) já fui sim, com muito orgulho; ii) que dirás de Carlos Abreu Amorim?

Um outro senhor, que escreve no público, compara o fascismo com o comunismo. É assunto mais relevante que o meu aspecto físico e merece alguns comentários, atalhando a componente histórica que dita que este João Miguel Tavares não passa de um ignorante ou de um deliberado manipulador e revisionista da História.

Ponta de lança do capital

segunda-feira, 13 de março de 2017

O crime em directo de Hernâni Carvalho

quinta-feira, 9 de março de 2017

Hernâni Carvalho decidiu, hoje, dar o salto qualitativo e passar directamente do «comentário da criminalidade» à actividade criminal propriamente dita. Em directo, na SIC, o já costumeiro candidato do PSD em várias autarquias, actualmente eleito pelo PSD à Assembleia Municipal de Sintra, apelou publicamente a que se cometam actos de violência contra o suspeito de um crime.

Pouco interessa o facto de o referido indivíduo ser suspeito de um crime horrendo: por isso há leis, tribunais e juízes; ainda menos interessa o facto de o suspeito, como a palavra indica, ainda não ter sido julgado, porque Hernâni Carvalho não é juiz e não pode condenar ninguém a espancamentos, nem torturas. A única coisa que para o caso interessa, é que as declarações de Hernâni Carvalho configuram a definição acabada de instigação pública a um crime: