Guernica #1937_2017

segunda-feira, 27 de março de 2017

Guernica (Gernika)

A 26 de Abril de 1937, aviões da Legião Condor essencialmente constituída por forças alemãs, lançam uma chuva de bombas sobre a pequena cidade basca de Guernica. A cidade fica arrasada, mais de mil pessoas perdem a vida e centenas ficam feridas.

Guernica foi o primeiro bombardeamento aéreo sobre civis da história e não tinha qualquer objectivo militar. Foi um teste, um simples e bárbaro teste à máquina militar nazi e à reacção da população perante tamanha e indiscriminada violência.

Quando a cidade de Guernica foi arrasada pela aviação alemã, estava-se em plena guerra civil espanhola e os franquistas avançavam sobre a jovem República, suportados pela Alemanha nazi e pela Itália fascista, perante a passividade das «democracias liberais» francesa e britânica. Ao lado dos republicanos, apenas combatiam soviéticos e milhares de voluntários internacionais, incluindo portugueses.

Na altura do ataque, Picasso encontrava-se a trabalhar numa encomenda para o pavilhão da República espanhola na Exposição Internacional de Paris. Ao tomar conhecimento do massacre Picasso lança-se ao trabalho.

Obra iniciada a 1 de maio, Picasso termina a pintura a 4 de junho de 1937.

O quadro com a dimensão de 349,3x776,6 cm foi executado a óleo sobre tela. Encontra-se exposto no Centro de Arte Moderna Reina Sofía, em Madrid.

Pablo Picasso realizou trabalhos no campo da pintura, escultura e poesia. Foi um artista genial, um incansável defensor da liberdade e da paz. Este texto é apenas uma pequena homenagem ao militante comunista, ao artista revolucionário.

1 comentário: